Odontologia do sono trata distúrbios como bruxismo e apneia

Odontologia do sono trata distúrbios como bruxismo e apneia

Os distúrbios ligados ao sono, como o bruxismo ou a apneia, podem atingir diretamente a qualidade de vida de um indivíduo. Estudos apontam que cerca de 30% da população brasileira apresenta algum problema do sono.

Você sabe como esses distúrbios podem afetar sua saúde? O sono é um processo fisiológico vital para bem-estar, satisfação e saúde do ser humano.

É por meio dele que conseguimos a manutenção do equilíbrio do organismo e consolidação da memória. Além do fortalecimento do sistema imunológico, o relaxamento e outros benefícios fundamentais.

Por outro lado, noites mal dormidas têm um impacto completamente oposto.

Desse modo, a privação do sono possui efeitos nocivos à saúde física e mental. Como limitação cognitiva, menor rendimento físico, alteração no humor, etc.

Por isso, quando os distúrbios do sono afetam sua qualidade, os impactos são sentidos por todo o corpo.

De acordo com a Associação Mundial de Medicina do Sono, os problemas do sono constituem uma epidemia global e afetam cerca de 45% da população global.

As causas dos distúrbios do sono podem estar relacionadas à depressão, à ansiedade, ao estresse, à má alimentação, ao uso de drogas e de álcool e a doenças orgânicas.

Mas também podem ser consequências de ordens otorrinolaringológica e odontológica.

Como a Odontologia Está Relacionada aos Distúrbios do Sono?

Até hoje, a Medicina do Sono já identificou mais de 80 tipos de desordens relacionadas ao sono. Algumas dessas possuem associação direta com os sistemas respiratório e mastigatório.

Por sua vez, tanto o sistema mastigatório como o respiratório possuem relação com a saúde da boca e suas funções.

Dessa maneira, esses distúrbios específicos muitas vezes demandam um tratamento multidisciplinar, o que inclui o trabalho de um cirurgião-dentista.

Dentro da odontologia existem profissionais especialmente habilitados para tratar casos como esse. Assim, a especialidade que permite o profissional atuar no tratamento desses distúrbios é a Odontologia do Sono.

Além do tratamento direto do distúrbio, o profissional especializado também deve tratar possíveis problemas bucais consequentes.

Por exemplo, algumas disfunções do sono relacionados ao sistema respiratório podem promover o ressecamento das mucosas orais, contribuindo para o aparecimento de problemas como placa bacteriana, cárie e tártaro.

O Que é Odontologia do Sono?

A odontologia do sono é uma especialidade ainda pouco conhecida, que visa o tratamento e o controle de problemas que desenvolvem-se ou potencializam-se durante o sono.

Trata-se de um campo novo, com cerca de 20 anos de existência, mas com ampla área de atuação, uma vez que apresenta carência de profissionais habilitados.

O profissional que se especializa em odontologia do sono possui treinamento em prótese dental e nos mais diversos aparelhos, como placas oclusais ou dispositivos intra-orais.

Fora isso, o profissional detém conhecimento amplo em oclusão dental, tratamentos relacionados com a dor orofacial e disfunção da ATM. De forma geral, o dentista também conhece as implicações da medicina do sono.

Para atuar no campo, o dentista deve possuir formação na especialidade. A Associação Brasileira do Sono (Absono) confere certificação aos profissionais especializados credenciados.

Apesar dos dentistas estarem capacitados para lidar com os distúrbios e suas consequências, é importante esclarecer que exitem certos os profissionais devidamente habilitados para diagnosticar essas disfunções.

Tais como os otorrinolaringologistas, os psiquiatras, os cardiologistas, os pneumologistas e os clínicos especializados em Medicina do Sono.

Portanto, quando o tratamento demanda intervenção odontológica, são esses profissionais os responsáveis pelo encaminhamento do paciente ao dentista.

Dessa forma, como já dito anteriormente, o tratamento possui caráter multidisciplinar.

Quais São os Distúrbios do Sono que Podem se Relacionar com a Odontologia?

Os problemas que podem contar com uma abordagem odontológica para seu tratamento são aqueles associados aos sistemas respiratório e mastigatório. Assim, podemos citar:

  1. Ronco;
  2. Síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS);
  3. Bruxismo.

Ronco

O ronco é um ruído provocado pela restrição do fluxo de ar durante o sono.

Desse modo, está relacionado ao enfraquecimento dos músculos da língua e da garganta, levando esses músculos a uma posição que impede a passagem do oxigênio.

Por sua vez, a força realizada para que o oxigênio passe pelos músculos da língua e da garganta gera uma vibração, o ronco. Em algumas posições, durante o sono, o ronco pode ser considerado normal.

Porém, quando há grandes vibrações e intenso ruído, sua causa pode ser patológica.

Derivada de sobrecarga cardiopulmonar ou de doenças respiratórias, como a síndrome da apneia obstrutiva das vias aéreas superiores (SAOS).

Síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS)

Síndrome da apneia obstrutiva do sono significa “prender o fôlego”. Trata-se de uma patologia caracterizada pela parada respiratória por cerca de 10 segundos em adultos e de três segundos em crianças durante o sono.

Essa parada se deve ao relaxamento excessivo dos músculos da língua e da garganta, bloqueando a passagem total do oxigênio.

A apneia costuma acontecer durante a fase mais profunda do sono, quando os músculos encontram-se totalmente relaxados.

Quando o cérebro nota a ausência de oxigênio, provoca um micro despertamento, a fim de que o indivíduo volte a respirar.

Quando volta a dormir, é normal que a pessoa retorne a fase inicial do sono, interrompendo a permanência suficientemente satisfatória na fase mais profunda do sono.

O que pode ser extremamente prejudicial, já que é a etapa reparadora que mais possui benefícios à saúde.

Outras patologias similares à SAOS são a Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS) e a Síndrome da Resistência das Vias Aéreas Superiores (SRVAS).

Bruxismo

O bruxismo é uma desordem funcional caracterizada pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono.

Esse movimento dos dentes é realizado normalmente de forma inconsciente e é causado por contrações rítmicas dos músculos mandibulares.

As causas desse problema podem ser multifatoriais, como tensão, ansiedade, estresse, problemas de oclusão ou ainda fatores genéticos.

A pressão causada pelo bruxismo pode desgastar e amolecer os dentes. Problemas ósseos, gengivais e na articulação temporomandibular também são consequências.

Como as Disfunções são Tratadas pelo Dentista?

O tratamento ideal para cada caso é decidido de forma multidisciplinar.

O procedimento mais comum para a realização do diagnóstico é o exame de polissonografia, que monitora o sono do paciente e investiga o distúrbio.

Em casos de ronco ou apneia leve, o cirurgião-dentista realiza o tratamento por meio de um aparelho intra-oral específico, popularmente conhecido como “aparelho do ronco”.

Um médico também poderá indicar o uso de uma máscara CPAP (Continuous Positive Airway Pressure).

Trata-se de um equipamento que gera uma pressão contínua de ar durante o sono do indivíduo, promovendo maior qualidade de sono.

Compartilhar:

Escrever comentário

Nossos telefones

5084-2811 / 5084-2864

Horário de atendimento

Seg a Sex - 8h às 19h