Aparelho intraoral pode corrigir problemas como apneia e ronco

Aparelho intraoral pode corrigir problemas como apneia e ronco

São muitos os fatores que podem interferir em uma boa noite de sono.

Desse modo, é possível que problemas como a apneia do sono transformem esse momento, que por muitas vezes é tão almejado pelas pessoas, em algo complexo e sem descanso.

A apneia é um distúrbio que faz com que a pessoa pare de respirar durante alguns segundos ao longo da noite.

Uma de suas causas, por exemplo, é o retrognatismo. Um tipo de problema ligado à má oclusão, que faz com que os ossos maxilares fiquem mais atrás quando comparados ao conjunto ósseo do crânio.

E para corrigir ambas as anormalidades, tanto a apneia quando o retrognatismo, pode ser indicado o aparelho intraoral.

Ele é um tipo de aparelho feito pelo dentista em material de acrílico, que começa a trabalhar sobre a mandíbula, colocando-a na posição correta.

O aparelho corrige o retrognatismo, possibilitando uma passagem de ar. Portanto, diminuindo a apneia.

Indicações do Aparelho Intraoral

De modo geral, a indicação do aparelho funciona nos seguintes casos:

  • Paciente que possui um quadro de ronco primário;
  • Quando o paciente possui apneia obstrutiva do sono em grau leve;
  • Em casos de apneia obstrutiva do sono moderada ou grave. Principalmente quando o paciente tem dificuldade em se adaptar ou então se recusa a usar as máscaras de CPAP (pressão positiva contínua nas vias aéreas) – uma máscara que ajuda a deixar as vias respiratórias abertas, de maneira a permitir que a pessoa respire naturalmente;
  • Em casos que o paciente se enquadra dentro das contraindicações a um tratamento cirúrgico que irá corrigir o posicionamento da mandíbula.

No entanto, para que o tratamento por meio do aparelho intraoral seja efetivo, é necessário que o paciente faça o seu uso corretamente.

E a forma de utilização é a seguinte. Antes de dormir, o paciente deve colocar o aparelho, permitindo que, durante as horas de sono, o instrumento comece a movimentar a mandíbula até que ela retorne à posição original.

Então, o retrognatismo e suas consequências são tratados.

Uma delas é a mordida profunda, um outro tipo de má oclusão, caracterizado pelo crescimento excessivo dos dentes da arcada superior, cobrindo total ou parcialmente os inferiores.

O aparelho intraoral, portanto, evita que o paciente enfrente eventuais problemas no futura. Às vezes necessitando até de intervenção cirúrgica.

Vale ressaltar que o AIO, como também é conhecido, é de fácil adaptação e funciona como um tratamento conservador, diferentemente das cirurgias.

Profissionais Adequados para Indicação do Tratamento

Os profissionais que podem recomendar o uso do aparelho são dentistas especializados na área da medicina e da biologia do sono. Já que está relacionado com a cavidade bucal do paciente.

Além disso, o especialista do sono fará um molde com base na arcada dentária do paciente para produzir o aparelho, a mesma utilizada para produzir o aparelho convencional.

Isso é feito justamente para que o aparelho reproduza o modelo que os dentes do paciente possuem. Criando um ajuste perfeito à boca da pessoa.

Esse processo pode ser facilitado com o scanner intraoral, uma tecnologia presente na Clínica da Villa.

De toda forma, para que a moldagem seja feita efetivamente, é necessário que o profissional possua conhecimento sobre a área, suas técnicas e consiga decidir qual é a possibilidade de tratamento

É essencial que o paciente realize todo o tratamento próximo ao dentista responsável pelo primeiro diagnóstico. Possibilitando ele perceba a eficiência da terapia.

Em casos de ineficácia, será preciso corrigir o problema por meio de uma cirurgia de reposicionamento da mandíbula.

Como Usar Corretamente o AIO?

Como citado anteriormente, é necessário tomar alguns cuidados específicos com o aparelho. Confira algumas dicas de como utilizar corretamente o AIO:

  • Usar o aparelho enquanto estiver dormindo;
  • Não desistir de usar o aparelho mesmo que as primeiras noites sejam um pouco incômodas;
  • Consultar o dentista novamente dentro de um período de, no máximo, seis meses;
  • Pode ser necessário realizar alguns exames com o aparelho na boca para testar sua efetividade;
  • Em casos de excesso de dor nos dentes ou na gengiva, o dentista deverá ser notificado;
  • Realizar a limpeza do instrumento antes e depois de colocá-lo na boca;
  • Guardar o aparelho em estojo ou caixinha, nunca deixá-lo no bolso ou então embrulhado em um guardanapo;
  • Ao menos uma vez na semana, colocá-lo em um copo com água fria ou morna e uma pastilha de Corega Tabs por cerca de 15 minutos. Após feito isso, o aparelho deve ser escovado com a solução criada e água corrente;
  • Por último, nunca coloque o aparelho em água quente ou então ferva-o. Isso pode fazer com que ele perca a sua forma.

Seguindo essas indicações para o aparelho intraoral, seu tratamento tomará bons rumos, evitando quaisquer contratempos.

Compartilhar:

Escrever comentário

Nossos telefones

5084-2811 / 5084-2864

Horário de atendimento

Seg a Sex - 8h às 19h